Language of the Living Dead

Nessa página há vários livros para interessados em conhecer a cena, procurar influências e se aprofundar mais sobre os góticos. Também postarei aqui publicações onde saí a maioria das minhas entrevistas e temas que debato.

Conforme o tempo passa, irei adicionar mais livros aqui e completar resenhas.

Goth Chic: Guia para a cena dark

 

Goth Chic: Um guia para a cultura gótica

 Português – Gavin Baddeley

Sobre: Um vasto estudo sobre a cena gótica, chega a ser tão abrangente que acaba sendo envolvendo outras subculturas, como os punks e o BSDM. Confiável, cheio de imagens e com capítulos interessantes sobre pontos poucos explorados em outros livros da cena, como a filmologia.

Cenas Juvenis - Punks e darks no espetáculo urbano

Cenas Juvenis – Punks e darks no espetáculo urbano

Português – Helena Wendel Abramo

Sobre: Um clássico! Um livro um tanto antigo, que fala sobre a cena dark e punk nacional no começo dos anos 80 até o começo dos noventa, entretanto demonstra a efervescência da cena em seu início e no que se tornou hoje. Algumas informações não são tão confiáveis, embora o livro tenha vindo de uma outsider e tamos algum mérito, mas vale a descrição dos lugares e da cultura dark nacional.

GOTHIC ROCK BLACK BOOK

Inglês – Mick Mercer

Sobre: Outro clássico, há várias versões de seu livro e todos falam sobre a música gótica dos anos 80, sendo o primeiro livro a falar sobre os góticos. Há resenhas das 5 maiores bandas para o goth rock e death rock, e várias outras resenhas de bandas da década de 80 que influenciaram fortemente ambos os estilos, assim como dois capítulos histórico sobre a cena gótica britânica.

 

ahappyhouseinablackplanet

A Happy House in a Black Planet: Uma introdução a subcultura gótica

Português – Henrique A. Kipper

Sobre: Do famoso insider Kipper, fundador do Teatro dos Vampiros e uns dos grandes formadores de opinião (gostando disso ou não) da cena brasileira. Seu pensamento é bastante criticado por góticos aqui no país que o acusam de ver a cena através dos seus eventos, entretanto é inegável que a paixão e a descrição saborosa dos góticos faz uma linguagem fácil para qualquer outsider que não queira ler um livro acadêmico. Recomendo.